México: COVID-19

Conheça os constrangimentos, medidas de relançamento da economia e oportunidades de negócio no México decorrentes da COVID-19.

MEDIDAS GOVERNAMENTAIS DE RELANÇAMENTO ECONÓMICO E APOIO ÀS EMPRESAS

O México apresenta ainda um elevado número de casos confirmados diariamente, apesar de, nas últimas duas semanas, se registar uma diminuição no ritmo de contágios a nível nacional. A 31 de maio, a "Jornada Nacional Sana Distancia" foi substituída por um sistema de 4 semáforos para os Estados, em função do risco epidemiológico (em particular, o nível de contágios e a disponibilidade hospitalar). A situação de cada Estado varia semanalmente e é comunicada na conferência sobre a COVID-19.

A prioridade do Governo Federal, desde o início da pandemia, têm sido os programas sociais que beneficiam os mais pobres e o apoio às micro e pequenas empresas. A política governamental continuará a ser de austeridade, como aliás, já vinha sendo antes desta crise. As medidas económicas são comunicadas aqui.

  • A nível Federal e Estatal, têm sido deferidos várias obrigações e pagamentos fiscais e outros. Alguns Estados adotaram medidas tais como descontos em impostos sobre o rendimento e sobre propriedade ou a redução de impostos especiais, como de veículos, adiamentos de inspeções fiscais, linhas de crédito, apoio financeiro a trabalhadores por conta própria, entre outros. As respostas regulatórias Federal e Estatais face à epidemia COVID-19, podem ser vistas aqui e os programas e medidas das entidades federativas aqui.
  • Política Monetária: Foram tomadas 15 medidas que se podem agrupar em quatro eixos: (i) criar liquidez e reestabelecer condições de operação nos mercados monetários (ex. redução nos requisitos de reserva de capital para 50 mil milhões de pesos); (ii) promover o comportamento ordenado nos mercados de valores governamentais e valores corporativos (ex. abertura de uma janela de reporte de valores governamentais a prazo, proporcionando liquidez a instituições financeiras possuidoras de dívida pública, um programa até 100 mil milhões de pesos); (iii) fortalecer os canais de crédito (ex. provisão de recursos à banca para canalizar crédito a micro, pequenas e médias empresas e pessoas afetadas pela pandemia, com recursos até 250 mil milhões de pesos); (iv) promover o comportamento ordenado do mercado cambiário (ex. ampliação do programa de coberturas cambiarias em dólares liquidáveis em moeda nacional, de 20 mil a 30 mil milhões de dólares). No conjunto, as medidas dão um apoio ao funcionamento do sistema financeiro até 800 mil milhões de pesos, equivalente a 3.3% do PIB. Mais informação pode ser consultada no Banco do México e o detalhe das medidas pode ser visto aqui.
  • Em 26 de abril, houve um acordo entre o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e o Conselho Mexicano de Negócios (CMN), para conceder linhas de crédito no valor de 10,8 bilhões de euros a 30.000 PMEs.
  • A 22 de maio, O conselho de administração do Banco de Desarrollo de América del Norte (BDAN) anunciou a aprovação de um programa de financiamento temporário em resposta às consequências na atividade económica da pandemia para apoiar projetos que proporcionem benefícios ambientais e impactos positivos diretos na economia e na saúde e bem-estar dos habitantes de fronteira do México e dos Estados Unidos. Esse programa fornecerá até US $200 milhões e inclui até US $15 milhões em assistência técnica.
  • A 20 de maio as secretarias da Saúde e do Turismo apresentaram as Diretrizes Nacionais para a Reabertura do Setor de Turismo
  • A 13 de agosto, o Banco do México reduziu de novo a taxa de referência de 5% para 4,5%.
  • Os semáforos epidemiológicos são anunciados às 6ªs feiras na conferência diária da Secretaria da Saúde e publicados nas páginas oficiais de cada estado. A CDMX faz esta publicação aqui.

 

QUAIS OS PRINCIPAIS CONSTRANGIMENTOS NO MERCADO

  • Aumento da insegurança e criminalidade.
  • Incerteza no prolongamento das medidas de distanciamento social, ou que sejam mais estritas, paralisando a atividade económica.
  • Volatilidade dos mercados financeiros e cambiais.
  • Risco de disrupções na cadeia de valor e/ou posição protecionista dos principais parceiros económicos (refira-se que vai haver eleições nos EUA).
  • Fronteiras terrestres e marítimas fechadas com os EUA para atividades não essenciais até 21 de setembro. Não existem restrições para as viagens aéreas. Insegurança na região transfronteiriça com a Guatemala e Belize e limitação nas viagens aéreas para ambos os países, onde os aeroportos estão fechados.
  • Suspensão ou adiamento de feiras e eventos internacionais de comércio.

 

NOVAS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO DECORRENTES DO PÓS-COVID E CONSELHOS UTEIS ÀS EMPRESAS 

  • Setor da saúde e e-saúde, com bens e serviços decorrentes das necessidades provocadas pela pandemia. Note-se que apesar de haver oportunidades, a concorrência é cada vez maior e o fator preço é importante. Produtos e soluções inovadoras terão maior potencial.
  • Oportunidades de investimento no México, para compensar disrupções nas cadeias de valor, em particular no sector automóvel, tirando ainda partido do Tratado de Acordo Comércio México-EUA-Canadá.
  • As empresas portuguesas poderão aproveitar oportunidades de substituição de fornecimentos asiáticos, em particular da China, por maior proximidade e empatia (tendo em conta que terão de apresentar preços concorrenciais).
  • Aproveitamento de uma possível transição para cidades mais smart e mais sustentáveis. Mais informação aqui.
  • A pandemia trouxe uma maior preocupação com o saneamento básico e a necessidade de acelerar projetos desta natureza nas regiões mais desfavorecidas. Poderão haver oportunidades no sector da água e do saneamento. Recomenda-se a consulta ao website da Secretaría de Desarrollo Agrario, Territorial y Urbano e dos governos estatais.
  • Programas prioritários de infraestruturas que não pararam por motivo da pandemia, em particular o Tren Maya (1º troço atribuído ao consórcio da Mota-Engil), a refinaria Dos Bocas, e o aeroporto de Santa Lucía (Felipe Ángeles) , poderão proporcionar oportunidades para subcontratação. O detalhe dos principais projetos do Governo está disponível aqui.
  • Registo de empresas no portal de contratação pública CompraNet.
  • As tecnologias de informação e outras que ajudem a automatizar processos e sistemas, implicando num menor contacto físico, também poderão ter oportunidades neste período de pandemia. Também as soluções de e-commerce, e-pay e cybersegurança.
  • Produtos alimentares processados e não perecíveis, têm tido um aumento de procura que poderá manter-se durante uns tempos.
  • Oportunidade para vendas online

 

SITES RELEVANTES A CONSULTAR

Site oficial do Governo informação Coronavírus

Mapa Interativo com reporte Covid-19 por Estados

Nova normalidade (inclui As Diretrizes Técnicas de Segurança Sanitária no Ambiente de Trabalho)

Guía de Orientación Jurídica por Afectaciones Derivadas del Covid-19

Diretrizes, Normas, Guias e/o Protocolos de Proteção da Saúde na CDMX

Texto template inserido por JS

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e exibir anúncios dirigidos. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Para saber mais leia a nossa Política sobre cookies. Aconselhamos igualmente a consulta da nossa Política de privacidade.