Suécia: COVID-19

Conheça os constrangimentos, medidas de relançamento da economia e oportunidades de negócio na Suécia decorrentes da COVID-19.

MEDIDAS GOVERNAMENTAIS DE RELANÇAMENTO ECONÓMICO E APOIO ÀS EMPRESAS

Principais Medidas em Vigor de Apoio às Empresas

Em março o Governo lançou um pacote de medidas de 300 mil milhões SEK (cerca de 27 mil milhões de €) para ajudar as empresas em dificuldades. Entre as medidas ainda em vigor constam:

  • Possibilidade de diferimento do pagamento de impostos, contribuições sociais e IVA até 1 ano, podendo esta medida ser aplicada retroativamente a partir de 1 de janeiro de 2020.
  • A responsabilidade do Estado pelos custos associados a licenças médicas foi estendida e ajustada (custo adicional de 9 mil milhões SEK). A partir de 1 de agosto, será aplicado um modelo onde a responsabilidade voltará a ser atribuída às empresas, apesar do Estado continuar a garantir os custos extraordinários relacionados com os pagamentos por doença.

O Governo anunciou garantias de empréstimos até 100 mil milhões SEK (9 mil milhões €) a Pequenas e Médias Empresas (PME). O Estado garantirá 70% de novos empréstimos bancários (através da emissão de garantias aos bancos) que sejam concedidos a empresas que estejam a passar por dificuldades financeiras devido ao COVID-19. Cada empresa poderá solicitar um empréstimo até 75 milhões SEK (cerca de 7 milhões €). Fonte: Mundus News

As pequenas empresas poderão receber de volta os impostos pagos em 2019 (ou seja, poderão reservar 100% dos seus lucros tributáveis de 2019, até 1 milhão SEK, 95000 €, para cobrir futuros prejuízos), assim como os trabalhadores por conta individual poderão declarar a sua empresa como "inativa" em vez de fecharem completamente (são isentos da regra que uma entidade só pode ficar inativa uma vez, a cada período de 5 anos). Espera-se que esta proposta resulte num reforço de liquidez de aproximadamente 13 mil milhões SEK (1180 milhões €). Fonte: Mundus News

O Governo também apresentou propostas específicas para apoiar a indústria marítima e a aeronáutica, fortemente afetadas pela redução no tráfego. Assim, cerca de 20 companhias aéreas terão acesso a 5 mil milhões SEK (cerca de 451 milhões de €) de garantias bancárias (dos quais, 1.5 mil milhões SEK serão dirigidos à SAS). A base para as garantias é que o dinheiro será unicamente usado para impedir falências. Consequentemente, não serão permitidos, por exemplo, quaisquer tipos de distribuição de lucros ou de bónus para executivos seniores.

Almi (organismo equivalente ao IAPMEI) receberá 3 mil milhões SEK (274 milhões €) que assegurará o empréstimo da quantia às PME.

Sistemas de Créditos à Exportação Sueco:

  • O Exportkreditnämnden (Comité de Créditos à Exportação) foi aumentado em 50 mil milhões SEK (cerca de 4,5 mil milhões de €). O aumento significa que o nível da estrutura de garantia de crédito passe a ser semelhante ao apresentado na crise financeira de 2009.
  • Aumento do quadro de empréstimos da Aktiebolaget Svensk Exportkredit (SEK, Swedish Export Credit Corporation) de 125 mil milhões SEK para 200 mil milhões SEK (cerca de 18 mil milhões €).

O Governo Sueco está a investir nas indústrias verdes (trabalhos florestais e de jardinagem) para compensar a ausência de trabalhadores temporários. 11 milhões SEK (cerca de 1 milhão €) serão investidos na promoção do match entre a procura de trabalhadores e a oferta. Trabalhos florestais, de jardinagem, plantação e colheita estão a sentir dificuldades em encontrar mão de obra sazonal, devido às restrições provocadas pela pandemia. O investimento tentará assim captar mão de obra jovem e desempregada. Fonte: The Government.

O governo e os seus parceiros de coligação concordaram em gastar SEK 50 mil milhões SEK em garantias de crédito verde nos próximos três anos, medida anunciada pela primeira vez em junho. Espera-se que o dinheiro adicional estimule o investimento verde e uma transição verde na indústria e comércio suecos. Per Bolund, o ministro dos Mercados Financeiros e Habitação, comentou que os empréstimos de baixo risco oferecem oportunidades de negócios para encontar soluções competitivas e inovadoras “enquanto o mundo inteiro tenta atingir as metas estabelecidas no Acordo de Paris [...] Um fantástico mercado de exportação global está à espera se a Suécia estiver na vanguarda [dos desenvolvimentos do setor]. ” Bolund não quis comentar se os empréstimos poderiam vir para financiar a expansão da refinaria de petróleo de Preem, que no fim de semana foi alvo de um bloqueio organizado por ativistas do Greenpeace.(Fonte: Mundus News).

O setor da cultura e do desporto foram fortemente atingidos pela atual pandemia. O Governo apresentou um pacote de mil milhões de SEK, onde 500 milhões de SEK (cerca de 47 milhões €) são um apoio direto à cultura. No entanto, o apoio não se aplica a companhias estatais, como o Dramaten (Teatro Nacional) e a Royal Opera (Ópera).


Principais Medidas de Relançamento

Orçamento para 2001/Budget Bill 2021.
https://www.government.se/4a73a0/contentassets/ddfaf5ce78494ce991ec231acf9c5b83/summary-budget-statement.pdf O governo descreveu o próximo orçamento para 2021 como sendo "histórico" e "poderoso". Na verdade, o orçamento para 2021 é o maior dos tempos modernos. O governo sueco planeia “bombardear” 105 mil milhões (Billion) de Coroas Suecas na economia para o ano de 2021, por meio de cortes nos impostos e em vários tipos de investimentos, com a finalidade de colocar a economia de volta, reforçando, ainda, o estado previdência (welfare) e o combate às alterações climáticas. Normalmente, os orçamentos suecos prevêm investimentos de cerca de 20 a 30 mil milhões de Coroas Suecas, daí a importância do de 2021. O estímulo fiscal dos 105 mil milhões (Billion) de Coroas Suecas (2% do PIB sueco) no orçamento de 2021 é relevante, quando comparado com os anteriores, onde o estímulo fiscal correspondia a cerca de 0,5% do PIB. A Ministra das Finanças, Magdalena Andersson, resumiu esse pacote como; 75 mil milhões de Coroas Suecas em investimentos e SEK 30 mil milhões de Coroas Suecas em cortes de impostos. Será dada prioridade aos gastos sociais (welfare) e aos investimentos ditos verdes, por um lado, e a cortes de impostos pelo outro. A ministra mencionou; “A transição climática será acelerada, o bem-estar social fortalecido, o ambiente de negócios e a competitividade melhorada, a integração avançada, o crime combatido e as ligações urbano-rurais fortalecidas. A Suécia vai encontrar uma saída da crise e construir uma sociedade melhor e mais sustentável do que antes da pandemia. ” Principais detalhes do orçamento para 2001/Budget Bill 2021.

  • Corte nos impostos. São direcionados para pessoas de baixo e médio rendimento. Um corte temporário de impostos sobre ganhos será aplicado em 2021 e 2022. Espera-se que os cortes temporários de impostos custem à Suécia 5 mil milhões de Coroas Suecas por ano. Um corte permanente de impostos também será implementado. Os custos dos cortes de impostos permanentes deverão ser de 8,5 mil milhões de Coroas Suecas em 2021 e de 17 mil milhões de Coroas Suecas em 2023. Outras medidas incluem uma maior redução de impostos sobre pensões para pessoas com mais de 65 anos.
  • Suporte Covid. No dia 4 de setembro, o Governo anunciou que prorrogaria em três meses o apoio às empresas com grandes quedas de receita devido ao surto de pandemia. O pacote financeiro para empresas que perderam pelo menos 30% do volume de negócios em comparação com o ano anterior, será também pago para os meses de maio, junho e julho. O governo vai oferecer bolsas num valor de 5 mil milhões de Coroas Suecas para pequenas empresas. O dinheiro, num máximo de 120 mil Coroas Suecas por negócio, irá para empresas não incluídas nas anteriores medidas e cobrem até 75% da receita perdida de março a julho.
  • Medias climáticas. O governo aumentará seu compromisso de tornar a economia mais verde. 9,7 mil milhões de Coroas Suecas do orçamento (cerca de 10%) irá para medidas que ajudem a reduzir as emissões climáticas na indústria e nos transportes.
  • Defesa. O governo propõe que o setor de defesa receba uma verba adicional de 5 mil milhões de Coroas Suecas em 2021.
  • Setores de saúde e de cuidados para a terceira idade. A partir do próximo ano, quase 12 mil milhões de Coroas Suecas estão reservados para cuidados de saúde e para a terceira idade, setores que foram duramente atingidos pela pandemia. A proposta de orçamento do governo para 2021 prevê um investimento anual permanente de 4 mil milhões de Coroas Suecas para melhorar o atendimento aos idosos. Outros 1.7 milhões de Coroas Suecas serão adicionados a um pacote anunciado anteriormente, com o objetivo de atrair funcionários novos e qualificados para os cuidados de idosos, trazendo alocações totais para os 7,4 milhões de Coroas Suecas em 2021. Por fim, foi anunciado que 4 mil milhões de Coroas Suecas serão também injetados no setor de saúde nos próximos dois anos, para controlar os déficits das cirurgias planeadas mas adiadas no meio do coronavírus.
    (Fonte: Mundus News).

Spring Bill, extremamente focado em ajudar a economia a ultrapassar as dificuldades que enfrenta, incluindo, pela primeira vez, um aumento do teto de gastos, com 350 mil milhões SEK (cerca de 32 mil milhões €) adicionais, cifrando o valor nos 1742 mil milhões SEK (cerca 160 mil milhões €). Destacam-se as seguintes propostas. (Fonte: Mundus News e The Government Offices of Sweden):


Limitação do contágio (7 mil milhões SEK / 644 milhões €)

  • Aumento do financiamento dos Governos locais para lidar com o surto.
  • Aumento do financiamento de Agências Governamentais envolvidas na limitação do surto (nomeadamente, para aumento do número de testes).
  • Subsídio por doença:  Suspensão temporária da dedução padrão associada ao subsídio por doença (Governo pagará o subsídio desde o 1º dia de doença). O mesmo se aplica aos trabalhadores por conta própria. Esta suspensão foi estendida (custo de 3.2 mil milhões SEK) até 30 de setembro. Ao mesmo tempo, a compensação é aumentada em 104 SEK (9,78 €), a partir de 1 junho. Isto significa que qualquer pessoa que esteja doente e receba uma dedução salarial pode solicitar uma remuneração de 804 SEK (75,61 €) à Agência de Segurança Social Sueca.
  • Atestado Médico:  Suspensão temporária da exigência de atestado médico a partir do 8 dia de doença. A regra significa que a pessoa não tem de provar a sua ausência com um certificado médico, durante os primeiros 14 dias de doença, para que receba um subsídio ou apoio por doença, comparativamente com a antiga regra que obrigavam à submissão a partir do 8º dia;  Continuação da dispensa de atestado médico (1.1 mil milhões SEK). Medida alargada até 30 de setembro, por forma a evitar a sobrecarga dos serviços de saúde.
  • Aumento dos fundos para subsídios aos portadores da doença.

Inversão do impacto nos empregos e negócios (67 mil milhões SEK / 6164 milhões €)

  • Redução das contribuições para a segurança social (trabalhadores dependentes e independentes).
  • Redução da contribuição salarial geral para os primeiros 30 funcionários de cada empresa, durante 4 meses.
  • Trabalhadores por conta própria com um cartão de imposto F2: (i) Continuação das indemnizações a trabalhadores independentes em caso de doença (custo de 250 milhões SEK): O apoio financeiro para estes trabalhadores foi agora prolongado até 30 de setembro. O apoio significa que os trabalhadores continuam a ter direito à compensação padrão de 804 SEK (75,61 €) por dia, nos 14 primeiros dias de doença.

Segurança e transição para novos desempregados (11 mil milhões SEK / 1012 milhões €)

  • Aumento do financiamento do Serviço Público de Emprego Sueco (Arbetsförmedlingen) para lidar com a elevada taxa de desemprego e assegurar um bom nível dos serviços.
  • Financiamento extra para medidas de apoio ao emprego, como formação adicional, empregos extraordinários e serviços de apoio.
  • Municípios receberão subsídios para apoiar empregos de verão para jovens, bem como fundos para apoiar empregos na área do ambiente, para assim permitir subsidiar o emprego, principalmente na área da natureza e conservação florestal.
  • Criação de mais vagas nas universidades e outras instituições de ensino.

Continuidade na luta contra problemas sociais (22 mil milhões SEK / 2024 milhões €)

  • Reformais e fundos adicionais para combater o desemprego, o gap entre zonas rurais e urbanas, as dificuldades de integração e promover a melhoria dos resultados escolares e das necessidades associadas ao bem-estar.
  • Mudanças climáticas: extensão do apoio à instalação de painéis solares, investimento em green jobs e apoios à produção de biogás.
  • Criminalidade: reforço do sistema judicial através do aumento do financiamento a Agência Governamentais, tais como o Sistema Prisional Sueco, o Conselho Nacional de Medicina Legal, o Conselho Nacional de Assistência Institucional e os Tribunais, assim como para os Serviços de Segurança, os Serviços Alfandegários e a Autoridade de Proteção de Dados.
  • Aumento do financiamento de organizações que trabalham com crianças em situações vulneráveis e com mulheres e crianças sujeitas a violência, em face do previsível aumento dos casos relacionados com violência doméstica e opressão.
  • Aumento do financiamento aos media (necessidade de reafirmar a democracia, o estado de direito e os direitos humanos em tempos de crise).

Foi apresentada uma nova proposta para apoiar financeiramente as empresas que perderam mais de 30% das suas vendas e cujo turnover no ano anterior tenha sido superior a 250 000 SEK (23 600 €). A ajuda não ultrapassará os 150 milhões SEK (cerca de 14 milhões €) por negócio. Espera-se que a medida produza efeitos a partir de 1 de julho e possa assim apoiar cerca de 180 000 empresas, com um impacto estimado de 39 mil milhões SEK (cerca de 3682 milhões €) nas finanças públicas. Fonte: The Government.

A empresa Swedavia, responsável pela gestão de 10 aeroportos da Suécia, receberá um apoio financeiro de 3150 milhões SEK (300 mil milhões €). Fonte: Mundus News.

 

PRINCIPAIS CONSTRANGIMENTOS NO MERCADO

Panorama Económico Geral

  • Os efeitos da atual crise corona atingiram a economia sueca de forma violenta na última primavera. Durante o segundo trimestre o PIB caiu 8,3%, tendo sido a maior queda em um trimestre individual desde 1980, quando trimestral. Comparado com a maioria dos outros Países europeus e os Estados Unidos, no entanto, a recessão foi um pouco mais amena na Suécia durante a primeira metade do ano. Assim, a economia sueca recuperou de uma forma mais rápida do que esperada, e as perspetivas já são bem melhores do que há apenas 3 meses. Naquele período, o governo revisou para cima a previsão do PIB para 2020 de -6,0% a -4,6%. Agora, o crescimento para o próximo ano está previsto para os 4,1%.
    (Fonte: Mundus News).
  • Segundo o organismo oficial estatístico sueco, Statistics Sweden, a actividade económica na Suécia mostrou alguma melhoria em junho e julho, após quedas acentuadas em abril e maio. As estatísticas relativas às transações com cartão de crédito mostram que o consumo aumentou em julho e agosto. E em 30 de setembro, o Instituto de Conjuntura Sueco NIER (Konjunkurinstitutet), informou que o indicador de tendência econômica subiu pelo quarto mês consecutivo, para 94,5 em setembro, indicando uma recuperação no crescimento do PIB
    (fonte: https://www.konj.se/english/publications/economic-tendency-survey/economic-tendency-survey/2020-08-27-economic-tendency-indicator-climbs-further.html ).
  • Foi anunciado no inicio de outubro que o PMI (purchasing managers index) subiu ainda mais em setembro, indiciando a forte recuperação da indústria sueca. Em suma, a confiança, após a primavera, continua e o sentimento sugere que a recuperação continuará
    (fonte: https://corporate.nordea.com/article/60278/sweden-macro-review-pmi-up-again ).
  • Atualmente, a taxa de desemprego ronda os 9,4%. Os mais atingidos são os jovens e os indivíduos de nacionalidade estrangeira. Estes números vão de encontro às previsões da União Europeia que espera uma taxa de desemprego de 9,7%, em 2020 e 9,3% em 2021. Espera-se que a taxa de desemprego em 2020 seja uma das mais altas na União Europeia, sendo apenas superada pela Grécia, Espanha, Itália, Croácia e França. Contudo, importa também referir que está a verificar-se uma crescente procura de mão de obra em indústrias como a saúde, a educação e algumas áreas do comércio, como os empregos associados a armazéns e logística. Fonte: Mundus News.
  • A taxa de desemprego jovem (18-34 anos) atingiu os 13,4% em Agosto. Fonte: Mundus News.
  • O desemprego de longa duração está a aumentar. No passado dia 27 de abril o número rondava os 150 000 indivíduos. Contudo, os Serviços de Emprego estimam que esse número poderá rapidamente aumentar para os 200 000. Fonte: Mundus News e Sverige Radio.
  • Em 2020 espera-se uma quebra na produção de 12%, em face do declínio nas exportações e das disrupções nas cadeias de fornecimento Fonte: KonjunkturInstitutet.
  • As vendas aumentaram 1 ponto percentual em julho em todos os setores comparativamente ao mês anterior. Contudo, comparativamente ao período homólogo, as vendas diminuíram 9 pontos percentuais. Simultaneamente, o barómetro de confiança da Federação de Comércio Sueca (Svensk Handel) demonstra que a confiança dos retalhistas continua a recuperar, tanto em lojas físicas, como em termos de e-commerce. Fonte: Mundus News.

Panorama Económico Setorial

  • Turismo: O consumo relacionado com as viagens e os transportes aéreos foi o mais afetado, com uma queda de 95%, seguido de uma queda de 48% no consumo em hotéis e restaurantes. Fonte: Mundus News.
  • HORECA: Quebra brutal nas dormidas em hotéis. Em maio houve um aumento de 54% de falências (uma média de 2,3 empresas a falir por dia) face a maio de 2019. A taxa de ocupação dos hotéis foi de 22% em junho, comparativamente aos 69% verificados no período homólogo. Em Estocolmo o número foi ainda pior, com uma taxa de ocupação de apenas 15%.
  • Serviços (exceto habitação): espera-se uma contração de 4,8 pontos percentuais no ano de 2020. É o setor mais afetado e aquele que mais contribui para o declínio generalizado no consumo. É expectável uma queda abrupta do investimento na primeira metade do ano. Para além do setor hoteleiro e do turismo, a crise afetou muitas empresas que prestam serviços de intermediação (por exemplo, consultoras e agência de recursos humanos). Fonte: The National Institute of Economic Research (2020), The Swedish Economy April 2020. Stockholm."
  • Transportes: Em março, o Governo sueco decidiu conceder garantias de crédito de SEK 1,5 mil milhões de SEK para a SAS, uma medida que também foram seguidas pela Dinamarca e pela Noruega. Fonte: Mundus News. A empresa Swedavia, responsável pela gestão de 10 aeroportos na Suécia, reporta perdas de 87% do tráfego aéreo em julho. Fonte: Mundus News.
    A empresa estatal Swedavia, responsável pela gestão de 10 aeroportos na Suécia, reporta perdas de 87% do tráfego aéreo em julho. A Swedavia pondera o encerramento do aeroporto de Bromma (o 2 aeroporto de Estocolmo), visto que os números de passageiros tem vindo a diminuir drasticamente, de acordo com um novo relatório elaborado pela Swedavia para o Ministério da Empresa e Inovação. No entanto, de acordo com a televisão estatal SVT, o relatório também conclui que o encerramento do aeroporto de Bromma só pode ocorrer se o aeroporto de Arlanda (principal aeroporto de Estocolmo) for ampliado. “A avaliação da Swedavia é que, dada a nova situação do mercado [covid-19], não é mais comercialmente justificado continuar a operar a Bromma e que uma consolidação do tráfego aéreo na região de Estocolmo para o Aeroporto Arlanda de Estocolmo é possível”, disse Åke Svensson , Presidente do Conselho da SuéciaFonte: (Fonte: Mundus News).
  • Construção: É expectável que o ritmo de construção de novas casas caia cerca de 15% em 2020. Se no ano passado começaram a ser construídas 52.000 novas casas, este ano espera-se apenas cerca de 44.500. Adicionalmente, a título de exemplo, referir que a expansão e renovação do principal aeroporto de Estocolmo (Arlanda) foram adiados. Fonte: Mundus News.
  • Moda: Setor fortemente afetado pela crise, ao longo de toda a cadeia produtiva, com quebras nas vendas a rondar os 80%/90%. Como exemplo, um dos gigantes no retalho de artigos desportivos na Suécia, a Intersport Sweden, apresentou um pedido de reestruturação ao Tribunal Distrital de Gotemburgo. A Intersport Sweden é composta por mais de 130 lojas e 2.000 funcionários. As vendas da gigante H&M caíram 50% durante o segundo trimestre do ano.
  • E-commerce: Maior crescimento verificado nos Produtos Farmacêuticos e de Bens Alimentares, sendo que a Saúde e Beleza tornou-se a categoria mais adquirida face ao período antes da pandemia.
  • Logística: Em crescimento. É uma indústria onde a necessidade de pessoal é grande devido ao crescimento do e-commerce, em particular, das entregas em casa. Adicionalmente, verifica-se um aumento da procura de funcionários para postos de trabalho associados à condução de motociclos, bicicletas e automóveis. Fonte: Mundus News e Serviços de Emprego Suecos.
  • Life Sciences: setor que enfrenta uma diminuição das receitas e do cash-flow e que está a sofrer com o aumento da aversão ao risco dos investidores e, consequentemente, necessita cada vez mais da injeção de capital de risco privado para financiar os seus projetos. Indústria cujas empresas que vendem bens de equipamento estão a ser negativamente afetadas, à medida que os serviços médicos se focam sobretudo no tratamento de pacientes com COVID-19. Fonte: Mundus News.
  • Cultura: Indústria altamente penalizada, particularmente concertos (cancelados mais de 3.400 eventos), cinemas e museus. A Associação de Museus Suecos estima que a indústria irá perder cerca de 500 milhões SEK (48 milhões €) em receitas durante o ano de 2020. Fonte: Mundus News.

Outros Constrangimentos

  • Proibidos ajuntamentos com mais de 50 pessoas. A decisão entrou em vigor em 29 de março e uma violação da proibição está sujeita a uma penalidade. Qualquer pessoa que organize uma reunião ou evento dessa natureza corre o risco de multas ou prisão por até seis meses. A polícia também pode dispersar uma reunião que viole a proibição. Contudo, em breve, esperam-se exceções, nomeadamente, a realização de concertos que respeitem o distanciamento social. Fonte: Mundus News.
  • Proibidas as visitas aos lares de idosos (äldreboende) até 31 de agosto.
  • Proibidas compras de medicamentos nas farmácias para mais de 3 meses. Fonte: The Government
  • Recomendada a limitação do número de utentes nos transportes públicos.
  • Recomendado não fazer viagens desnecessárias para países fora da UE, Espaço Schengen e Espaço Económico Europeu até 31 de agosto. Fonte: The Government. O Ministério das Relações Exteriores decidiu rescindir seu conselho contra viagens desnecessárias ao Reino Unido, com a decisão entrando em vigor imediatamente. A Suécia agora faz parte de um grupo de países que o Reino Unido considera menor risco para covid-19, o que significa que a Suécia não está mais coberta pelos regulamentos de quarentena do Reino Unido. Fonte: Mundus News.
  • Restaurantes e bares abertos, mas proibido o serviço ao balcão, continuando a ser permitido o serviço à mesa.
  • Comércio aberto, mas com a recomendação da limitação do número de clientes nas lojas.
  • As ligações de ferries-boats entre a Suécia e o exterior estão com baixa rotatividade.
  • O principal porto de mercadorias sueco, o porto de Gotemburgo, em resposta ao surto de coronavírus, decidiu solicitar uma Declaração Marítima de Saúde de todos os navios que fazem escala nesse porto. As rotinas estão em vigor desde 3 de fevereiro e continuarão até novo aviso.
    Fonte: Porto of Gothenburg
  • Feiras, seminários, congressos e outros eventos foram adiados.
  • Prolongamento da suspensão temporária de entrada na Suécia de cidadãos residentes em países estrangeiros até 31 de agosto. Contudo, existem exceções (reavaliação feita todas as semanas):

    (I) Cidadãos Suecos.
    (II) Cidadãos residentes na UE, Reino Unido, Noruega, Islândia, Liechtenstein e Suíça e cidadãos com permissão de residência na Suécia independentemente das razões da sua viagem.
    (III) Cidadãos residentes em países fora do espaço europeu com baixo risco de contágio: Austrália, Geórgia, Japão, Canadá, Nova Zelândia, Ruanda, Coreia do Sul, Tailândia, Tunísia e Uruguai.
    (IV) Indivíduos com necessidades urgentes ou que desempenhem funções essenciais na Suécia. Fonte:
    (V) Indivíduos que vêm estudar para a Suécia.
    (VI) Profissionais que desempenhem funções essenciais e profissionais cujo trabalho não possa ser adiado ou realizado remotamente. Fonte: The Government e Polisen.

Para esclarecimento de dúvidas mais específicas relativamente à suspensão temporária de entrada, consultar as FAQ do Governo Sueco.

 

NOVAS OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO DECORRENTES DO PÓS-COVID E CONSELHOS ÚTEIS ÀS EMPRESAS

Oportunidades

  • Com a atual pandemia, consolidou-se ainda mais na Suécia o e-commerce, tanto ao nível do retalho alimentar como no retalho fileira casa, moda, etc. A Suécia, já antes do atual surto pandémico, era um país em que o comércio online tinha grande aceitação pelo consumidor (devido à forte digitalização e hábitos de consumo), fazendo com que esse tipo de canal tenha crescido de forma muito positiva. Essa tendência, segundo os especialistas, veio para ficar, perspetivando-se que mesmo depois do período pós-COVID, o consumidor sueco continue a dar preferência à sua utilização. Como tal, as empresas nacionais deverão ter em atenção a importância que o e-commerce representa no mercado sueco, devendo reposicionar a sua estratégia/canal de acesso/distribuição ao mercado sueco também segundo esse novo paradigma.
  • Foco nos setoresCasa e Design, Do-it-Yourself, Alimentar e Vinhos, TICE e Serviços/Produtos inovadores resultantes desta situação atual.

Recomendações

  • Investir em novos serviços associados ao e-commerce.
  • Obrigatoriedade de políticas sustentáveis/verdes em toda a cadeia de produção/distribuição.
  • Apostar em produtos e serviços locais e de inclusão social.
  • Investir numa estratégia digital muito eficiente: canais digitais, market placese-commerce.
  • Reforçar o posicionamento de fornecedor nearshore (tendência que já é uma realidade).

 

SITES RELEVANTES A CONSULTAR

The National Institute of Economic Research (2020):
The Swedish Economy April 2020

Ministry of Finance:
Economic measures in response to COVID-19

Government Offices of Sweden:
The Government’s work in response to the virus responsible for COVID-19

Government Services for Business:
Gathered information due to the new coronavirus and COVID-19

Confederação da Empresa Sueca:
Information on coronavirus / COVID-19 for you as a business owner

Banco central Sueco (Riksbank)

Statistics Sweden:
The New Corona Virus

https://www.government.se/4a73a0/contentassets/ddfaf5ce78494ce991ec231acf9c5b83/summary-budget-statement.pdf

Texto template inserido por JS

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e exibir anúncios dirigidos. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Para saber mais leia a nossa Política sobre cookies. Aconselhamos igualmente a consulta da nossa Política de privacidade.